WLM Universal Patcher++

Chega de publicidade no Messenger

IMPORTANTE: a Microsoft decidiu desativar o MSN e substituí-lo pelo Skype. Seus contatos no Messenger serão transferidos automaticamente para o Skype após atualização. Saiba mais lendo o guia Tudo sobre a migração do MSN para o Skype. Ler descrição completa

PRÓS

  • Grátis
  • Realmente elimina a publicidade
  • Fácil de usar
  • Não requer instalação

CONTRAS

  • Não tem versão em português
  • Não funciona com todas as versões

Bom
7

IMPORTANTE: a Microsoft decidiu desativar o MSN e substituí-lo pelo Skype. Seus contatos no Messenger serão transferidos automaticamente para o Skype após atualização. Saiba mais lendo o guia Tudo sobre a migração do MSN para o Skype.

Provavelmente você já teve vontade de deixar de usar o Windows Live Messenger por causa das publicidades e barras que poluem o programa. Além de incomodar o papo, as propagandas ocupam muito espaço na janela principal.

O WLM Universal Patcher++ é uma pequena utilidade que entra no MSN para desativar algumas características chatas. Além da publicidade, o WLM Universal Patcher++ também exclui as abas laterais.

Praticidade e economia

Se você usa o Windows Live Messenger há algum tempo, sabe que é possível desabilitar estas funções no próprio programa. Mesmo assim, o WLM Universal Patcher++ é muito útil pela praticidade e pela economia de tempo.

Tudo o que você precisa fazer é selecionar as áreas em que o WLM Universal Patcher++ entra em ação. Ao clicar em "Patch" e abrir novamente o Messenger você levará um susto. Isso porque, mesmo sem parecer verdade, com o WLM Universal Patcher++ você não precisa ver anúncios de coisas que não interessam.

WLM Universal Patcher++

Download

WLM Universal Patcher++ 1.2.0

— Opinião usuários — sobre WLM Universal Patcher++

  • wildemberk

    por wildemberk

    "WLM Universal Patcher++ Totalmente Funcional"

    o WLM Universal Patcher++: é muito bom, prático e super leve e totalmente objetivo. Obs: So nao esqueça que tem que e... Mais.

    escrito em 9 de fevereiro de 2010